Sex - 19/10
29º 22º 19:26
Guaíra - SP

Betinho Enfermeiro desmente existência de “mensalão” na Câmara Municipal

Geral
Guaíra, 9 de Março de 2016 - 08h22

Em ofício protocolado na Câmara Municipal em resposta à uma notificação de vereadores, ele afirma que estava emocionado e sob forte pressão psicológica no momento da entrevista e que não teve a intenção de questionar a idoneidade de qualquer legislador municipal

 

Em 22 de fevereiro de 2016, a Câmara Municipal notificou o senhor Antônio Roberto Emídio, mais conhecido como Betinho Enfermeiro, para que apresentasse junto ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar a denúncia escrita, contendo fatos e provas documentais de suas declarações em entrevista concedida à Rádio Cultura de Guaíra sobre a existência de suposto mensalão pago a vereadores.

Na tarde da última terça-feira (08), Betinho protocolou na Câmara Municipal o ofício em resposta a notificação que foi assinada por vereadores e voltou atrás em suas declarações ao afirmar que tratava-se de “simples suposição ou dedução, não calcada em qualquer suporte fático ou documental”. Ou seja, sem fatos concretos e documentos que comprovem as declarações.

Neste ofício, ele afirma que não teve o intuito de afirmar durante a entrevista à emissora de rádio que existia “mensalinho” ou “mensalão” ou que vereadores recebem valores do Executivo, condicionados a apoio em votações de projetos de interesse do prefeito municipal.

Betinho Enfermeiro declara que estava sob forte pressão psicológica quando concedeu a entrevista. “Devido a emoção e pressão psicológica que vivi no momento da entrevista, pude involuntariamente ter sugerido que isso tivesse acontecido, fruto de dedução que fiz em razão da aprovação, pela própria Câmara, de projetos impopulares, inclusive até mesmo na eleição para a presidência da Câmara. Entretanto, como dito, trata-se de simples suposição ou dedução, não calcada em qualquer suporte fático ou documental”, declarou ele no ofício.

Em resposta ao questionamento dos vereadores, se o mesmo possuía qualquer documentação para comprovação dos fatos, ele disse que não. Betinho ainda comenta no ofício que se, de alguma forma, deixou transparecer a idoneidade de qualquer legislador municipal (o que não foi sua intenção, repita-se), ressaltou inexistir documentação alguma a ser apresentada sobre os fatos questionados.

 

PRESIDENTE SE POSICIONA

O presidente da Câmara, vereador Mário Carlos Nogueira Neto, o Netinho Nogueira, concedeu entrevista onde comentou o ofício protocolado por Antônio Roberto Emídio, onde o mesmo se retrata das declarações sobre a suposta existência de um mensalão pago pelo Chefe do Executivo a vereadores.

De acordo com o presidente, a verdade sempre vem à tona. “Foram declarações graves que colocaram em evidência a idoneidade de todos nesta Câmara Municipal. Nós vereadores buscamos a verdade e a verdade sempre aparece. É certo que o que foi dito jamais volta, mas é importante que a população saiba que qualquer cidadão, antes de dar uma declaração envolvendo um vereador ou qualquer pessoa, tenha a certeza que por trás dele existe uma família que também sofre ao seu lado. Ele foi muito infeliz nas declarações, para o bem daqueles que foram atingidos, tudo foi esclarecido”, comentou Netinho Nogueira.

Cópias do ofício assinado por Betinho Enfermeiro serão entregues a todos os vereadores que assinaram a notificação, para que os mesmos possam tomar as providências que acharem pertinentes.

 


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos