Ter - 24/04
29º 17º 21:25
Guaíra - SP

Boato diz que trabalhador pode receber R$ 3.284 do governo; Caixa desmente

Agora
Guaíra, 31 de Março de 2016 - 09h13

A Caixa Econômica Federal esclareceu que a notícia é falsa. O valor máximo pago referente ao abono salarial é de um salário mínimo

Nos últimos dias, circularam pela internet notícias falsas de que trabalhadores com pelo menos dois anos de registro em carteira poderiam ter até R$ 3.284 para receber do governo. Segundo esses boatos, o valor seria referente à revisão do abono salarial para quem contribuiu para o PIS (Programa de Integração Social).

A Caixa Econômica Federal esclareceu que a notícia é falsa. O valor máximo pago referente ao abono salarial é de um salário mínimo.

Dois especialistas também confirmaram ser mentira: Fabiano Zavanella, do Rocha Calderon e Advogados Associados, e Gustavo Moreira, sócio do TCM Advocacia. “É um boato totalmente infundado (…) uma brincadeira de mau gosto feita na internet”, disse Moreira.

O que é o abono salarial?

O abono salarial é um benefício pago pelo governo a quem recebeu até dois salários mínimos por mês no ano anterior.

O abono salarial foi um dos benefícios que o governo mudou no ano passado, como parte do ajuste fiscal para diminuir os gastos. Antes, o valor era fixo em um salário mínimo.

Agora, o valor do benefício passa a ser proporcional ao tempo de trabalho. Se esteve empregado o ano inteiro, o trabalhador ganha um salário mínimo integral. Se trabalhou seis meses, ganha metade. E assim por diante.

Para ter direito ao abono salarial, o trabalhador precisa: estar cadastrado no PIS há pelo menos cinco anos; ter recebido uma média mensal de até dois salários mínimos durante o ano anterior (para sacar o abono em 2016, precisa ter recebido até R$ 1.576 por mês em 2015); ter exercido atividade remunerada para alguma empresa durante, pelo menos, 30 dias, consecutivos ou não, no ano anterior; ter seus dados informados pelo empregador (Pessoa Jurídica) corretamente na Rais (Relação Anual de Informações Sociais).

O pagamento do é feito de acordo com o mês de nascimento do trabalhador, seguindo um calendário elaborado pelo Codefat (Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador), que é composto por representantes dos trabalhadores, empregadores e governo.

O abono salarial de 2015 será pago entre julho de 2015 e junho de 2016. Veja o calendário: nascidos em julho, a partir de 22/7/15; nascido em agosto, a partir de 20/8/15; nascido em setembro, a partir de 17/9/15; nascido em outubro, a partir de 15/10/15; nascido em novembro, a partir de 19/11/15; nascido em dezembro, a partir de 17/12/15; nascido em janeiro e fevereiro, a partir de 14/1/16; nascido em março e abril, a partir de 7/3/16; nascido em maio e junho, a partir de 17/3/16. Todos os pagamentos do PIS 2015 devem ser feitos até 30 de junho deste ano.

Para saber mais informações ou tirar dúvidas, o trabalhador pode ligar para 0800-726-0207, opção 1, ou consultar o site www.caixa.gov.br/pis. (UOL)


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Agora
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos