Ter - 17/07
28º 15º 10:09
Guaíra - SP

Câmara Municipal pretende comprar 11 notebooks para os vereadores

Geral
Guaíra, 31 de Maio de 2017 - 07h44

De acordo com a Casa de Leis, a aquisição facilitará o acesso dos vereadores às informações e trará “grande economia com papel durante o exercício”

O legislativo guairense pretende adquirir 11 notebooks para uso nas sessões da Câmara e atividades dos parlamentares, conforme publicação de edital no dia 26 de maio. Para isso, a Casa de Leis irá realizar licitação – pregão presencial – no dia 07 de junho.

Surgiram questionamentos referentes a este assunto. Em contato com a assessoria de comunicação do órgão, foi informado de que a realização desta compra se justifica tendo em vista a última aquisição de computadores, feita em 2013.

“Na época, foram comprados apenas cinco máquinas. Hoje, a maioria dos equipamentos de encontra desatualizada em relação às exigências dos aplicativos modernos, sendo que vários já foram devolvidos para a prefeitura”, afirma o Legislativo.

De acordo com a Câmara, os notebooks serão usados pelos edis não somente durante as sessões, mas também em todas as suas atividades legislativas.

“Toda a documentação referente à pauta, ordem do dia e expediente será passada digitalmente aos vereadores, facilitando seu acesso à informação, integrando o sistema de protocolo da Câmara,” destaca.

Entretanto, segundo a Casa de Leis, será feito um regulamento para que os parlamentares respeitem algumas regras. “Importante esclarecer que será feito uma regulamentação interna (Resolução) para uso e posse dessa ferramenta de trabalho, que pertence ao domínio público e que, findo o mandato do vereador, o notebook permanecerá na Câmara Municipal para as legislaturas seguintes.”

Ao ser questionada sobre os custos, a assessoria de comunicação esclareceu que ainda não foram estipulados os gastos para a aquisição, já que o valor final somente será conhecido após a homologação do pregão presencial 03/2017. Sobre as despesas, o Legislativo explica que não haverá custos com manutenção e sim “economia de papel e impressões através da modernização com processos digitais, sendo que a vontade da presidência é digitalizar a maioria das documentações.”

 



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos