Qua - 20/06
27º 16º 18:14
Guaíra - SP

Câmara volta a questionar corte na alimentação dos idosos do CCI

A alimentação dos atendidos do Centro Municipal de Convivência do Idoso foi reduzida de cinco para duas vezes na semana durante o ano de 2017

Cidade
Guaíra, 8 de Fevereiro de 2018 - 10h00

Os vereadores José Reginaldo Moretti, Maria Adriana Gomes e Moacir João Gregório enviaram indicação ao prefeito José Eduardo solicitando ao governo municipal para que volte a fornecer três refeições diárias aos usuários do Centro Municipal de Convivência do Idoso (CCI).

O documento foi lido na última sessão e os parlamentares comentaram sobre o assunto, pedindo para que a atual gestão pondere sobre a decisão do corte e retorne com o café-da-manhã, almoço e jantar. “Os usuários não possuem condições financeiras para arcar com refeições fora do centro, o que compromete a qualidade do serviço ofertado”, afirmam.

A alimentação dos atendidos do CCI foi reduzida de cinco para duas vezes na semana durante o início da gestão do prefeito José Eduardo, em 2017. Na época, a atual gestão foi questionada sobre tal decisão e explicou que também estava visando o restante dos idosos de outros setores municipais.

“A prefeitura, desde a época do Menininho, disponibiliza as casas (CCI) de forma gratuita – questão de água. Os idosos que estão ali têm essa prerrogativa. De outro lado, em Guaíra tem uma vulnerabilidade de idosos muito grande e conseguimos atender só parte naquele local, há muitos que precisamos atender, o que requer pessoas, financeiro e temos que ter gestão nesse sentido. Do outro lado temos idosos que estão ativos, na melhor idade, em todos os aspectos, com o pessoal do esporte, assistência social, fundo social, são bem atendidos”, contou o Chefe do Executivo.

O governo ainda chegou a alegar que os idosos do CCI possuem aposentadoria. “No centrinho, a maioria tem aposentadoria, tem recurso para fazer um bom nível de vida. Quando se fala sobre as refeições, o que acontece é que a alimentação é fornecida no sentido da convivência, haja visto que a grande maioria tem condição de fazer sua alimentação, tem recurso para isso. A prefeitura tem que ter gestão, organização, e às vezes tem que dar recurso para outro, não necessariamente no centrinho.”

Por outro lado, na época, José Eduardo chegou a ressaltar a prioridade no atendimento de pessoas mais vulneráveis. “Detectamos que têm idosos com dificuldades físicas, inclusive para alimentações, por isso, solicitei à assistente social que se faça organização no sentido de atender diariamente essas pessoas de vulnerabilidade física para fazer sua alimentação. Designei que trabalhasse nesse sentido. O centrinho precisa ser visto com bons olhos, uma oportunidade de convivência muito grande. Nossa gestão tem um carinho e as dificuldades vamos tentar resolver”, afirmou o prefeito, no ano passado.


TAGS:

COMENTÁRIOS

  1. Regina Ramos disse:

    Você acha que essa Vergonha de aposentadoria que mal dá pra comprar remédios é suficiente para eles terem recursos para um bom nível de vida???? Não posso crer que pensa isso… Não adianta estamos vivendo im apocalipse mesmo .Como é nojento e vergonhoso a classe politica !! Pessoas do bem não devem se envolver com política, não pode , pq não depende só dele. Acho absurdo tirar comida da boca de crianças , idosos e de quem num tem nem perspectiva de vida . Tira o carnaval , tira festa do peão tira…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos