Qua - 18/07
28º 16º 22:27
Guaíra - SP

Campanha de Castração anuncia início das cirurgias para 2018

Encerram, no próximo dia 21 de dezembro, os 290 procedimentos de 2017. De acordo com Lessiana Freitas, o agendamento das próximas castrações terá início no dia 15 de janeiro, para famílias de baixa renda, atendidas por programas do governo

Cidade
Guaíra, 12 de dezembro de 2017 - 10h49

O departamento de Zoonoses e Bem Estar Animal, comandado pela veterinária Lessiana Freitas, anunciou o fim das castrações de 2017, mas deixou marcado o próximo agendamento para as cirurgias que serão realizadas no ano que vem.

De acordo com a profissional, ocorreu uma demora para a liberação da campanha de castração, mas o governo fechará esse semestre com, aproximadamente, 290 procedimentos cirúrgicos.

“Houve reclamações quanto à demora do início das cirurgias. Como ocorreram problemas nas castrações do ano passado, o Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMVSP) veio a Guaíra fiscalizar e exigiu mais detalhes e projetos para poder liberar a campanha. Mas, o mutirão ocorreu muito bem e tivemos uma boa aceitação da comunidade guairense, que entendeu a prioridade dada às famílias de baixa renda. Realmente quem precisa está sendo atendido. São famílias do CRAS que possuem animais domésticos (cães e gatos), passam pelo programa do governo e se enquadram na faixa vulnerável”, explica Lessiana.

Segundo o departamento, são 11 vagas para essas famílias, 12 para a AAAG (Associação Amigos dos Animais de Guaíra) e 12 para a UPPA (Unidos Pela Proteção Animal) por cada dia de cirurgia, que acontece a cada 15 dias. “São duas quintas-feiras no mês em que recebemos 35 cães ou gatos – às vezes até mais – vindos dessas famílias carentes e também das associações de proteção, que fazem uma triagem e dão prioridade aos casos de emergência, como cadelas no cio que estão na rua”, destaca Freitas.

Para 2018

Lessiana aponta que a partir do dia 15 de janeiro de 2018 o setor dará início ao agendamento de animais para as cirurgias do ano. “A castração não vai parar. Mas teremos esse recesso entre dezembro e janeiro para fazer o planejamento da parte financeira e organizar a agenda. Na segunda quinzena do primeiro mês do ano começam de novo as cirurgias”, esclarece.

Somente pessoas cadastradas em programas do governo municipal, estadual ou federal, podem conquistar uma vaga para seu bicho de estimação. “A população precisa estar cadastrada nos CRAS. Ela procura o departamento de Zoonoses e a gente checa com a lista enviada pela coordenadoria de Assistência, com exceção de alguns casos, de pessoas idosas, que não estão no benefício, mas a gente procura saber e vê que realmente precisa. Assim, enquadramos nas vagas das associações ou eu me responsabilizo”, expõe.

Entidades

A cada 15 dias, a AAAG e a UPPA levam os animais para as cirurgias do Centro de Castração. Representando a Unidos Pela Proteção Animal, Francisco de Sousa explica como a entidade organiza as vagas que serão utilizadas. “Somos um grupo de vários protetores e sempre nos reunimos para ver as prioridades das vagas, cães no cio, que já cruzaram ou estão nas ruas. São sempre fêmeas e atendemos famílias carentes, pessoas que não têm condições de cuidar, mas sempre priorizando cachorra para não dar ninhada nas ruas. Sempre aparecem pessoas procurando e, quando conseguimos encaixar, fazemos. A lista está extensa e sempre que andamos pela cidade achamos algum animal, fazemos um mapeamento e também encaixamos. Contato para a UPPA é através 98106-8255 ou 98184-6773 ou qualquer outro protetor”, declara.

“Da AAAG também temos uma lista grande. Damos prioridade para os casos mais emergenciais, animais nas ruas. Cadelas também que estão na fase de cruzar. Também atendemos aquelas pessoas que não têm condições de pagar uma castração. Sempre colocamos uma ou duas dessas famílias em nossas vagas das cirurgias”, completa Rosane Cassiano, representando a Associação Amigos dos Animais de Guaíra.

Ambas as instituições pedem para que a população mantenha a consciência de castrar seus bichos domésticos para contribuir para a saúde dos mesmos e evitar que o número de cães e gatos de rua aumente no município.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos