Ter - 17/07
28º 15º 23:56
Guaíra - SP

Casa própria: Caixa limita acesso ao crédito, 2 meses após anunciar R$ 7 bi

Agora
Guaíra, 11 de Maio de 2016 - 08h16

A linha Pró-Cotista é destinada aos trabalhadores com pelo menos três anos de vínculo com o FGTS

 

A Caixa Econômica Federal já não tem mais dinheiro disponível para aprovar novos contratos de moradias entre R$ 225 mil e R$ 500 mil. De acordo com a Folha de S. Paulo, o financiamento se esgotou dois meses após o banco receber R$ 7 bilhões para financiar a compra da casa própria pela linha Pró-Cotista FGTS, considerada uma das mais vantajosas do mercado.

A restrição veio no final de abril. O banco público emprestou R$ 2,92 bilhões liberados pelo Conselho Curador do FGTS no final de fevereiro para esse segmento. Agora ainda restam entre R$ 2 e R$ 3 bilhões na linha, no entanto, os recursos devem ser destinados a imóveis de até R$ 225 mil ou entre R$ 500 mil e R$ 750 mil.

A Caixa já pediu ao conselho autorização para usar livremente o dinheiro que sobrou.

A publicação explica que a linha Pró-Cotista é destinada aos trabalhadores com pelo menos três anos de vínculo com o FGTS. Além disso, eles precisam estar trabalhando ou ter saldo na conta do FGTS de pelo menos 10% do valor do imóvel.

A taxa de juros é de 8,66% ao ano, bem abaixo dos contratos firmados com recursos da poupança, que hoje custam ao mutuário mais de 10% ao ano.

Para combater a escassez de recursos da poupança, foram liberados R$ 21,7 bilhões pelo Conselho Curador do FGTS para o mercado imobiliário.

A caderneta perdeu R$ 32,296 bilhões em aplicações, apenas de janeiro a abril de 2016. Assim os bancos foram obrigados a buscar outras fontes de recursos para o financiamento da casa própria.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Agora
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos