Qua - 20/06
27º 16º 12:02
Guaíra - SP

Centro comunitário do João Vaccaro é “interditado” pelas críticas condições

Representante do bairro demonstrou que espaço oferece riscos à população, pois apresenta infiltrações em todos os cômodos por estar com seu telhado quebrado, problemas elétricos, falta de lâmpadas e descargas, vazamentos, entre outros

Cidade
Guaíra, 17 de Fevereiro de 2018 - 08h32

Na tarde de ontem (16), o representante do bairro João Vaccaro e suplente de vereador, Danilo Barbosa, concedeu entrevista ao Jornal O Guaíra para explicar a situação do Centro Comunitário que, segundo ele, foi “interditado” por apresentar riscos para a comunidade.

O espaço está com sua estrutura comprometida e com infiltrações em todos os cômodos devido ao telhado quebrado. “Com o aumento das chuvas nestes últimos meses, entrou muita água na laje já que as telhas onduladas estão completamente quebradas, o que acabou comprometendo o prédio inteiro, tanto sua estrutura quanto a instalação elétrica, por isso, tive que desligar a energia, com medo de acontecer algum acidente”, afirma Danilo.

Além disso, não há lâmpadas em diversos bocais, os ventiladores e as caixas de descarga dos banheiros estão quebrados e a água dos vasos sanitários não desce para o esgoto. “No ano passado, ocorreram cerca de 80 eventos no centro comunitário, entre aniversários, batizados, casamentos, reuniões de entidades e igrejas… Agora, nesse ano, do jeito que está, tivemos que fechar o local, o que prejudica a população de baixa renda, que sempre utilizou a área para seu entretenimento”, lamenta Barbosa. “Desde janeiro, um espaço público sem utilidade”, completa.

Segundo o representante de bairro, há um projeto de reforma e adequação, que inclusive foi entregue ao deputado Roberto Engler há alguns anos, mas nada foi feito. Assim, Danilo protocolou, no último dia 07 de fevereiro, uma solicitação ao prefeito José Eduardo para que haja intervenção no João Vaccaro.

“O intuito de enviar a documentação à prefeitura é para pedir a reforma desse prédio público. Fiz a interdição protocolada na prefeitura e ela está por tempo indeterminado. O imóvel está inutilizável por questão de segurança. Fui procurado na semana passada por uma munícipe, ela visitou o local, viu como estava a situação e que não tinha condições de uso”, expõe.

Juntamente com o pedido de reforma, Barbosa pede algumas melhorias, como a adequação para deficientes físicos. “Também fiz solicitação para melhorar o acesso a pessoas com deficiência, por exemplo, os banheiros são feitos com portas de 60 cm de largura, o que fica impossível a passagem de cadeirantes. Também não há saída de emergência, alvará ou extintores de incêndio, o que é necessário.”

O Jornal O Guaíra entrou em contato com o governo municipal. Em nota, a prefeitura afirma que “por meio do Departamento de Obras, estará enviando um engenheiro ao Centro Comunitário do João Vacaro para que verifique quais os principais problemas do local, para que se possa realizar os reparos. Vale lembrar que existem cerca de 10 centros comunitários na cidade e que todos precisam de reformas.”


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos