Qua - 17/10
32º 22º 05:13
Guaíra - SP

DEAGUA e Escola Zezinho Portugal participam de campanha “conscientização ambiental”

Os alunos puderam verificar o impacto que o lixo, que é jogado nas ruas e é levado para as galerias de águas pluviais pelas chuvas, causa ao meio ambiente do Parque Maracá

Cidade
Guaíra, 17 de Março de 2018 - 10h16

A Escola Estadual “Zezinho Portugal” com seus alunos do ensino fundamental e médio está participando da Conferência Nacional Infanto-Juvenil do Meio Ambiente, durante este mês de março. Com o tema “Vamos cuidar do Brasil, cuidando da água”, alusivo ao “Dia Internacional da Água”, celebrado no próximo dia 22 de março, a escola solicitou a parceria com o DEAGUA (Departamento de Água e Esgoto de Guaíra) para realizar uma campanha de conscientização ambiental dos estudantes.

A primeira turma, formada por alunos do 9º ano do ensino fundamental e 2º ano do ensino médio, participou de uma ação às margens do “Lago Maracá”, cuidando e zelando pelo local.

O Diretor do DEAGUA, Lucas Froner, acompanhado do Chefe do Departamento de Obras da Autarquia, Gaspar Joaquim Dias Lelis, e do Chefe do Departamento do Meio Ambiente da Secretaria Municipal da Agricultura, Alaor Borges Pinheiro Neto, proferiu uma pequena palestra aos estudantes mostrando o impacto que o lixo que é jogado nas ruas e é levado para as galerias de águas pluviais pelas chuvas, causa ao meio ambiente do Parque Maracá.

A classe verificou o que o lixo vem causando ao Lago e participou de uma ação de limpeza na área. Com EPIs fornecidos pelo DEAGUA, os adolescentes recolheram todo o detrito, que foi depositado em uma caçamba disponibilizada pela a autarquia.

“Esta ação é muito importante, não só pela conscientização sobre o uso correto da água, mas também pela relevância da preservação do meio ambiente como um todo. Estes jovens serão multiplicadores do conhecimento que estão adquirindo”, disse o diretor.

A professora de química da escola, Diana Maria Serafim, salientou que a parceria com o DEAGUA repassa informações sobre como devem ser as medidas para a conservação dos mananciais. “Ao cuidarem do Lago Maracá, os jovens veem como o lixo é prejudicial para o meio ambiente”, destacou.

A Coordenadora Pedagógica do Instituição de ensino, a professora Rogéria Cristina Feitosa da Silva, informou que além de conferirem de perto a situação da sujeira que as pessoas deixam no entorno e no lago, em sala de aula, os alunos farão trabalhos sobre o assunto, além de análise microbiológica da qualidade da água coletada no local. “Nesta parceria com o DEAGUA e a Prefeitura Municipal esperamos conseguir despertar o interesse pela preservação ambiental em nossos alunos, começando pelo nosso principal cartão postal, que é o Parque Ecológico Maracá”, finalizou.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos