Sáb - 20/10
31º 19º 22:33
Guaíra - SP

DEAGUA inicia reparos no poço para normalizar abastecimento

Empresa contratada já está no município realizando estudo para verificar a real situação do poço profundo e evitar problemas de desabastecimento

Cidade
Guaíra, 23 de setembro de 2018 - 07h32

DEÁGUA busca solução por problema em poço profundo

 

 

 

 

 

 

Na tarde desta última quarta-feira, 19, o DEAGUA (Departamento de Esgoto e Água de Guaíra) deu início aos reparos do poço profundo da avenida 5 com a rua 26, que apresentou falha no fornecimento de água desde o último dia 12.

A empresa Uniper Poços Tubulares de Araraquara foi a vencedora da licitação realizada em caráter emergência.  Neste momento, está sendo realizada uma análise da real situação do poço profundo, para assim apresentar um plano de ação.

O Chefe de Divisão de água e esgoto do DEAGUA, José Natal Pereira, disse que a burocracia atrasou a solução para o problema.  “Gostaria de pedir desculpas pela demora e agradeço a todos por entenderem, porque é um processo complicado. Tivemos que baixar o decreto de emergência, depois realizamos a tomada de preço, para então contratarmos a empresa. Agradeço, por entenderem”, frisou ele.

Ainda segundo Pereira, a solução do problema depende de uma sondagem geológica para verificar a real situação do poço. “Esperamos que seja algo simples, mas pode ser algo mais grave. Se for complicado, vai demorar um pouco mais, mas espero que seja simples, será resolvido rápido”, frisou ele.

Contendo 720 metros de profundidade é inviável saber qual é exatamente o motivo que ocasionou tais contratempos, por esta razão a equipe foi contratada, para desenvolver a retirada da tubulação e analise do verdadeiro causador de todo este transtorno. Esta é a primeira vez que o poço passará pelo processo de recuperação desde sua perfuração em 1988.

Muitos avanços foram alcançados em relação ao fornecimento de água do município com a criação do reservatório “Alcineu Eleodoro”, pois até então existiam apenas dois poços: o da avenida 5 e a Estação de Tratamento de Água (ETA), no qual a captação é feita no Ribeirão Jardim.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos