Sex - 21/09
31º 18º 00:37
Guaíra - SP

Entrevista da Semana

Geral
Guaíra, 19 de novembro de 2017 - 10h33

Bem estar da população, um objetivo de Jorginho

Jorge Watanabe do Prado, 51 anos, casado com Ana Inês Alves Ferreira do Prado, pai de Yasmim, Luanna e Eloah.  É Farmacêutico e Bioquímico. Exerce hoje, na Diretoria de Saúde do Município, o cargo de Secretário de Saúde, além de continuar atendendo na Farmácia “do Jorge”, com a presteza de sempre. Sendo o gestor de uma das pastas mais polêmicas do município, Jorginho tem a tranquilidade para acreditar em um futuro melhor porque, como ele mesmo diz, conta com um grupo de trabalho coeso, capacitado e sempre voltado ao bem estar do cidadão.

 

Fez seu primeiros estudo em Guaíra?

Sim, frequentei a escola “Francisco Gomes de Souza” e me lembro com carinho e saudades da minha primeira professora: Dona Palmira Kamoi. A segunda foi Dona Mirtes, a terceira Dona Rosinha e dona Betinha me deu aulas no quarto ano. Naquele tempo as professoras eram respeitadíssimas e a escola era mesmo a extensão do lar.

 

Teve uma infância feliz?

Acredito que sim. Tive a oportunidade de estudar, praticar esportes, brincar. Nesta época, fiz grandes amigos, trago-os no coração até hoje.

 

É fácil ou difícil ser filho de Jorge Barbosa do Prado, homem respeitado pela sua benemerência, profissionalismo e honradez?

Os dois. É fácil porque, conviver com um ser humano humilde, compreensivo, inteligente, amoroso, e por aí vai, é muito fácil.  Tenho o privilégio de ser seu filho e trabalhar com ele no dia a dia. Difícil, às vezes aparecem as comparações, mas sou bem resolvido quanto a isso e sei que cada um de nós tem a sua função e a sua missão aqui na terra.

 

Foi um desafio aceitar a Diretoria de Saúde?

Foi sim. Está sendo difícil, Saúde é o teor principal de toda a existência do ser humano em sua passagem, mas tenho a confiança do Prefeito José Eduardo,  dos meus familiares e também porque confio nos amigos e na equipe de trabalho que tem por objetivo  auxiliar  as famílias do município.

 

O guairense é receptivo à mudança? Há perspectiva de mais mudanças na sua pasta?

Acontece que todo ser humano, não somente o guairense, quando sai de sua zona de conforto, demora a se acostumar com as mudanças. Mas, se elas acontecem é para melhorar. Quanto à possiblidade de haver mais alguma mudança, sim, há porque a medicina evolui rapidamente e administrativamente precisamos alterar o conceito de trabalho. Acredito em uma saúde humanizada, norteada pelos princípios dos nossos pais, com transparência, honestidade e muito trabalho.

 

Para finalizar, como você conceituaria a Saúde do nosso cidadão?

Gostaria de esclarecer que a Saúde em Guaíra é boa. Mas, trago comigo a certeza que ela vai melhorar ainda mais. Temos médicos competentes e que fazem tudo pelo seu paciente. Confio nesta minha equipe de profissionais e sei que o objetivo de todos eles, assim como o meu, é o bem estar de toda a população.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos