Qui - 20/09
28º 19º 11:05
Guaíra - SP

A exemplo de Ipuã, Guaíra pode ter novo Canil Municipal

Geral
Guaíra, 8 de novembro de 2017 - 11h44

A vereadora Elynês Antonelli solicitou ao governo a criação de um espaço adequado para o recolhimento de animais abandonados, para que sejam tratados, castrados e doados

Atual canil de Guaíra encontra-se em situação precária e não oferece boas condições aos animais recolhidos.

Comparação: enquanto canil de Guaíra necessita de reformas urgentes, o de Ipuã é bem estruturado e com condições favoráveis aos animais recolhidos.

Após repercussão de matéria veiculada no Jornal O Guaíra sobre a visita do departamento de Zoonoses e da Associação Amigos dos Animais de Guaíra ao canil do município de Ipuã, a vereadora Elynês Antonelli apoiou a causa e criou uma indicação para que o governo guairense utilize a cidade vizinha como exemplo e faça instalações semelhantes por aqui.

Segundo a parlamentar, a prefeitura poderia construir o novo canil no terreno onde se localiza a secretaria municipal de Agricultura (antigo Matadouro Municipal). “O prédio poderá ser usado para a instituição definitiva de um Centro Municipal de Zoonoses, abrigando o novo canil, sala para intervenções cirúrgicas e castração, estrutura par animais de grande porte e outros serviços característicos da pasta”, esclarece.

Elynês também apresenta solução para o canil desativado. “O antigo imóvel deve ser reformado e destinado a um setor de quarentena para os animais”, complementa.

De acordo com Antonelli, o novo departamento é de grande necessidade, já que há um alto número de cães e gatos abandonados pelas vias públicas. “Nossa cidade não possui um canil adequado para suas necessidades, sendo que sua estrutura se encontra em péssimo estado de conservação e inexiste investimento e engajamento do Poder Público Municipal em relação a este importante órgão”, ressalta.

A vereadora gostou do exemplo de Ipuã e sugeriu ao prefeito a adesão da iniciativa. “Nossos vizinhos possuem um canil referência em nossa região, prestando um serviço de qualidade e com eficiência, o que não ocorre em uma cidade de maior demanda e maior orçamento como a nossa”, aponta ela, citando que Guaíra conta com uma arrecadação que ultrapassa a casa dos R$ 180 milhões, sendo bem maior que Ipuã, que é de apenas R$ 54 mi.

“Assim perguntamos, como que um município menor e com pouco recurso financeiro consegue ter um setor de tamanha importância como referência, e nós temos de nos contentar com uma estrutura sucateada?”, questiona a edil.

Entretanto, Elynês esclarece que o Canil não será local para que as pessoas abandonem seus animais. “Não será um depósito de animais abandonados! Eles serão resgatados para tratamento, castração e posteriormente serão colocados para doação e, de último caso, voltarão para seu lugar de origem, mas saudáveis e sem riscos de procriação”, acrescenta.

Juntamente com este novo local, a parlamentar solicita que o governo municipal mantenha as castrações. “O projeto de castração é muito importante e não deve ser interrompido de forma alguma, fazendo com que sempre tenha condições de continuidade. Ainda bem que o secretário de saúde viu a importância de manter esses procedimentos e me confirmou que as cirurgias continuarão”, afirma.

A AAAG (Associação Amigos dos Animais de Guaíra) já apresentou, neste ano, ao prefeito José Eduardo, um projeto semelhante ao canil de Ipuã, mas que seria de responsabilidade da entidade, que precisaria de verba para manter o espaço e também de doações da comunidade.

EXEMPLO

Conforme publicado anteriormente, as instalações do Centro de Zoonoses de Ipuã são referências por ser bem estruturadas, tendo canil e gatil, setor de isolamento, sala cirúrgica, além de ser abastecido de forma muito satisfatória com medicamentos e outros gêneros necessários para a prestação de serviços com qualidade e respeito ao qual todos os animais merecem.

A veterinária do local é concursada, o que resulta em uma continuidade do trabalho executado independente de mudanças no Executivo. Assim, Ipuã recolhe animais que estão com más condições de saúde, cuida, castra e tenta doá-los. Caso não consiga, eles retornam para as ruas.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos