Seg - 22/10
31º 20º 23:39
Guaíra - SP

Governo deve iniciar processo de remoção de veículos abandonados das ruas

No momento, a prefeitura aguarda o orçamento das empresas de guincho para licitação

Cidade
Guaíra, 29 de junho de 2018 - 10h30

Modelo da notificação que será entregue aos proprietários ou adesivada nas carcaças dos veículos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O departamento de Fiscalização e Posturas do governo municipal está se preparando para iniciar o processo de remoção de veículos abandonados pelas ruas de Guaíra. Depois de anos de intensas reclamações da comunidade, a atual administração está tomando providências para melhorar a aparência da cidade e também evitar transtornos causados por carcaças de carros e caminhões espalhadas pelo município.

No momento, de acordo com o chefe do setor, Edivaldo Martins de Faria, a prefeitura aguarda os orçamentos das empresas de guincho para dar continuidade à licitação. “Sem este tipo de serviço não conseguiremos remover os automóveis que por ventura não sejam retirados pelos proprietários, mesmo após as notificações”, aponta.

O profissional destaca que, primeiramente, haverá notificação para o responsável e, caso o mesmo não tome providências, poderá receber multa. “Muito provavelmente entregaremos o aviso mesmo antes da contratação do guincho, para que as pessoas possam, desde já, ter a oportunidade de resolver, sem a necessidade de medida extrema que é a apreensão. Mas, se ocorrer, será multado em R$ 257,00, fora as despesas do guincho e estadia no pátio das autoridades competentes.”

Segundo Edivaldo, a operação também aguarda o agendamento da GCM (Guarda Civil Municipal) para as visitas aos diferentes bairros e locais onde estes veículos estejam estacionados em situação de abandono. “Assim poderemos entregar as notificações, bem como adesivar os veículos nos casos de proprietário desconhecido”, explica.

Com esta iniciativa, a atual administração espera apresentar uma cidade sem poluição visual e mais segura. “Isso ainda beneficiará transeuntes e moradores das residências próximas a estes veículos, uma vez que essas carcaças podem ser usadas para esconderijo de objetos, drogas ou pessoas, ou mesmo local de criadouro de escorpiões ou outros artrópodes nocivos à saúde”, encerra o chefe do setor.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos