Sex - 17/08
28º 16º 19:44
Guaíra - SP

Governo do Estado estuda implantar unidade da Fiocruz em Ribeirão Preto

Geral
Guaíra, 24 de Maio de 2017 - 13h45

Núcleo deve ser inserido no Supera Parque e irá produzir kit diagnóstico point of care

O governador Geraldo Alckmin assinou na última segunda-feira, 22, decreto que institui um grupo de trabalho para estudar a implantação de um núcleo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em Ribeirão Preto. A unidade, que deverá ser instalada no Supera Parque, será voltada à pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação em saúde. A nova planta fabricará kit diagnóstico point of care, que fornece resultados rápidos para diversas doenças, com ênfase em zika vírus e chikungunya.

“Esse será um investimento importante, na vanguarda da ciência e tecnologia, e um grande avanço para a saúde, possibilitando diagnóstico preciso e mais rápido para a população”, enfatizou Alckmin.

O grupo será coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia e Inovação e contará com a participação de representantes da Secretaria da Fazenda, Desenvolve SP, Fundação Oswaldo Cruz e Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto. Entre as principais atribuições da comissão estão: a proposta da metodologia de estudo para implantação da unidade da Fiocruz, a elaboração de relatórios mensais dos trabalhos desenvolvidos e o encaminhamento de parecer final com as proposições definidas pelos participantes. A conclusão dos estudos deverá ser apresentada após 90 dias da data de instalação das atividades.

A instalação da Fiocruz no interior paulista será importante para os avanços na área da saúde. A planta será instalada em um ambiente estratégico e propício para o desenvolvimento de pesquisas aplicadas. O Supera Parque faz parte do Sistema Paulista de Parques Tecnológicos (SPTEc) e tem como principal vocação a área da saúde. Reúne em um mesmo local instituições de ensino renomadas, como a Universidade de São Paulo (USP), empresas incubadas e técnicos especializados nos segmentos de Equipamentos Médico-Hospitalares, Biotecnologia, Fármacos, Cosméticos, Bioenergia e Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos