Seg - 16/07
29º 17º 13:43
Guaíra - SP

Guaíra busca em São Paulo solução para problema em obra da FUNASA

Em viagem à capital, a vereadora Bia Junqueira, a ex-vereadora Eliana da Maracá e o Engenheiro da prefeitura, José Emydio, estiveram na sede da Funasa e conseguiram prazo maior para o município resolver situação com empresa e dar continuidade na obra da ETE

Cidade
Guaíra, 9 de Março de 2018 - 10h31

A vereadora Bia Junqueira ao lado da ex-vereadora Eliana da Maracá, do engenheiro José Emydio e do superintendente da FUNASA, Ricardo Gomes.

A obra de construção dos emissários e da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) está sendo realizada por meio de convênio junto à Fundação Nacional da Saúde (FUNASA), órgão federal que destinou quase R$ 5,7 milhões para que Guaíra resolva o problema de suas lagoas de estabilização e comece a tratar adequadamente o seu esgoto.

Desde que foi iniciada na gestão do ex-prefeito Sérgio de Mello, essa construção já foi paralisada algumas vezes. A primeira empresa vencedora da licitação desistiu da obra, sendo necessária a contratação da segunda colocada. A JG Instalações e Empreendimentos Imobiliários deu continuidade, mas, em outubro do ano passado, alegando problemas financeiros, não deu seguimento aos trabalhos no canteiro de obras, estando o mesmo paralisado.

A prefeitura informou que notificou a firma sobre a necessidade do prosseguimento. Existia a possibilidade de convocar até a terceira colocada no processo licitatório para finalizar a ETE. Enquanto o problema entre poder público e o privado não é solucionado, a FUNASA poderia fazer a suspensão do convênio e requerer do Poder Executivo a devolução dos valores públicos já investidos na obra.

A vereadora Dra. Ana Beatriz Cocrato Junqueira, tendo conhecimento deste problema, foi convidada para tentar resolver a situação através da ex-vereadora Eliana Cláudia Alves, a Eliana da Maracá, pertencente ao partido Podemos, mesma sigla partidária do Deputado Federal Sinval Malheiros, que possui grande abertura junto à FUNASA. Foi agendada uma audiência juntamente com o Engenheiro Civil da prefeitura, José Emydio e com o superintendente da Fundação, Ricardo Gomes.

Em reunião na sede da FUNASA, Ricardo informou que a fundação estaria em processo para tomar providências contra o município sobre a necessidade de suspensão do convênio devido à falta de prestação de contas das medições da obra, uma vez que o recurso já havia sido repassado sem que ocorresse uma manifestação por parte da prefeitura. Com isso, o governo municipal seria obrigada a devolver todo o investimento até esta fase da obra.

Foi explicado todo o problema, principalmente em relação à desistência da empresa JC Instalações e Empreendimentos em dar continuidade na construção, que estava com 85% de sua execução completa. Diante disto, o superintendente solicitou que a prefeitura encaminhasse a documentação para a FUNASA fazer uma análise e assim poder conceder um prazo maior para que a administração contratasse uma outra empresa para finalizar a Estação de Tratamento.

Ricardo Gomes se colocou à disposição de Guaíra para resolver o impasse. “Quero agradecer a presença da Eliana, da Dra. Bia e do José Emydio, que se mostraram interessados em resolver este problema de uma obra tão importante para a cidade. Vamos colocar a estrutura da FUNASA à disposição do município para que exista um prazo maior na contratação da empresa e assim resolver os problemas de esgoto enfrentados pela cidade”, disse ele.

A vereadora Dra. Bia Junqueira agradeceu ao superintendente, bem como ao Deputado Federal Sinval Malheiros, que trabalhou para o agendamento da audiência. “Temos que buscar resultados e soluções para os problemas de nossa cidade. Tenho certeza que Guaíra será grata ao Ricardo, ao Deputado Sinval, pois não poderia perder tal recurso e esta obra tão importante para o nosso município precisa ser concluída”, confirmou. A ex-vereadora Eliana da Maracá afirmou que a união de forças tem que existir, independente de sigla partidária. “Guaíra e sua população precisam estar em primeiro lugar”, comentou.

NOVA LICITAÇÃO

O Engenheiro Civil da prefeitura, José Emydio, estava ontem (08) em São Paulo protocolando na sede da Fundação Nacional de Saúde (FUNASA) a documentação exigida pelo Superintendente Ricardo Gomes. A informação que foi repassada por ele é que a Fundação irá emitir um parecer técnico, dando suporte para o cancelamento do contrato com a empresa JG Instalações e Empreendimentos e a prefeitura deverá abrir um novo processo licitatório para contratação de outra firma que se habilite a fazer a conclusão construção.

Com 85% da obra concluída, já foram investidos R$ 4,3 milhões de um total de R$ 5.7 milhões do convênio assinado com a Fundação. Poderá existir um complemento de recursos necessários para que uma outra empresa seja contratada.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos