Seg - 22/10
31º 20º 20:41
Guaíra - SP

Kangueiko Judô Branco Zanol é encerrado com chave de ouro

O último dia de treinamento de inverno contou com a presença de Nair Uemura, esposa de Takeshi Uemura, que conquistou ainda no Japão sua faixa preta

Esporte
Guaíra, 12 de julho de 2018 - 07h36

 

 

 

 

 

 

O II Kangueiko foi encerrado na manhã desta última quarta-feira (11), no Grêmio Recreativo e Esportivo Colorado. O treinamento de inverno teve início no começo desta semana e contou com a participação do judoca olímpico e idealizador do projeto, Branco Zanol e da convidada especial, Nair Uemura, falando da importância desse esporte.

“É um orgulho para nós, principalmente aos japoneses que iniciaram o judô, que veio do oriente ao Brasil e hoje são tantas pessoas participando, jovens e crianças. Acredito que esse esporte é muito importante não apenas fisicamente, como também moral, porque cresce com uma cabeça diferente, com mais respeito. Além disso, é essencial que os pais estejam sempre presentes incentivando seus filhos”, ressaltou Nair, durante visita ao último dia de evento.

O Kangueiko reuniu judocas de toda a região do Estado de São Paulo e também do Rio de Janeiro. Todos aprendendo disciplina, organização e respeito aos seus Senseis, amigos e às mães, que também estavam no local voluntariamente cozinhando para os judocas.

O professor Diego Lourenço explicou os objetivos do encontro. “Neste treinamento, eles aprendem a se organizar, socializar e também assumem certas responsabilidades, como lavar seu prato, arrumar onde vai dormir e cuidar de suas coisas. Isso serve também para colocarem em prática seus ensinamentos familiares e lidarem com responsabilidades diárias”, contou.

Durante a programação, os alunos também tiveram um dia de aula com o criador do projeto Olímpico Branco Zanol e participaram de um jantar caipira, com comidas típicas, trajados a rigor.

“Esse evento também foi baseado na festa julina, com direito a decoração e tudo. Isso é uma característica de confraternização da própria equipe, não apenas aqui, mas em toda a região do programa. Nós temos esse envolvimento dos pais e da comunidade junto aos judocas”, explicou Edson Sakomura, professor de Taquaral e Bebedouro.

Ocorreram ainda treinos inesperados e os jovens puderam ter contato com novas pessoas. “Foi uma oportunidade de todos se conhecerem, pois tem alunos de várias cidades aqui. Tivemos treinamentos, alguns foram surpresa, durante a madrugada”, acrescentou.

As mães, que ajudaram cozinhando para a turma toda, demonstraram o sentimento satisfatório de ver os filhos nessa experiência. “Está sendo uma experiência muito boa, a minha filha já está na faixa cinza e o aprendizado que eles ganham é muito bom”, disse Vanessa Moreira T. da Silva, mãe da judoca Julia Moreira Tezine, de 9 anos.

Lidiane Cristina da Silva Oliveira, responsável por organizar a cozinha e todas as mulheres colaboradoras, contou como foi cuidar de tudo. “A sensação é muito gostosa, de poder fazer alguma coisa, de ajudar o próximo, porque é um evento onde a gente vê muita disciplina e educação por parte dos alunos; sem contar da proteção dos professores, eles treinam muito”, finalizou.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Esporte
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos