Ter - 23/10
31º 20º 22:17
Guaíra - SP

Lactantes terão atendimento específico nos dias de provas

Agora
Guaíra, 4 de novembro de 2017 - 08h39

As mães poderão deixar as salas para amamentar seus filhos acompanhadas por um fiscal

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia vinculada ao Ministério da Educação, preparou um esquema especial para atender as candidatas ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que são lactantes. O objetivo é garantir tanto o direito à amamentação das crianças como o tratamento isonômico para todos os candidatos ao exame.

A solicitação para o atendimento específico foi feita durante a inscrição para o Enem. As mães poderão deixar as salas de provas para amamentar seus filhos acompanhadas por um fiscal. Além disso, os acompanhantes das lactantes permanecerão em uma sala próxima, junto a outro fiscal. Caso haja mais de um acompanhante no mesmo local, eles permanecerão juntos na mesma sala.

“A amamentação é um dos atos mais importantes que a mulher pode fazer por seu filho. É um período sagrado. E o Enem é um exame inclusivo; por isso, a nossa preocupação com a inclusão e o bem-estar de todos os participantes”, observa a diretora de Gestão e Planejamento do Inep, Eunice Santos. Não há limites de vezes para as mães saírem da sala. Contudo, não será concedido tempo adicional na prova. Portanto, caberá a elas se organizarem para conciliar a realização do exame com a amamentação.

Eunice lembra ainda que as participantes devem ficar atentas para não descumprirem nenhum item do edital e acabarem desclassificadas. Especialmente, elas não podem manter nenhum tipo de diálogo com os acompanhantes. E, para garantir a segurança do certame, passarão por detector de metais todas as vezes que precisarem sair e voltar para as salas de aplicação das provas.

“A dica que damos para todos os participantes é manter a tranquilidade. Mais que uma prova, o Enem é uma oportunidade de projetar um futuro, com a certeza que tudo foi preparado de forma muito profissional e considerando a peculiaridade de cada participante”, conclui a diretora.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Agora
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos