Ter - 16/10
33º 21º 20:28
Guaíra - SP

Macaco é encontrado morto no Zoológico municipal e população fica em alerta

A Vigilância em Saúde enviou o sagui para análise no laboratório Adolf Lutz e aguarda os resultados para descartar qualquer possibilidade de infecção por febre amarela; vacinas continuam sendo distribuídas nas UBS’s da cidade

Cidade
Guaíra, 19 de Janeiro de 2018 - 10h59

Na manhã de ontem (18), um macaco da espécie sagui foi encontrado morto no Zoológico Municipal de Guaíra, o que deixou a comunidade guairense em alerta.O animal estava com o tórax fraturado, possivelmente por consequência da queda. O primata, juntamente com os demais de sua espécie, vivia solto junto à vegetação do local.

Como não se sabe as causas da morte, a equipe de Vigilância em Saúde enviou o sagui para análise no laboratório Adolf Lutz, em São Paulo e agora aguarda os resultados, em até 30 dias, para descartar qualquer possibilidade de infecção por febre amarela.

O setor ainda informa que não há necessidade de pânico, pois não foi registrado nenhum caso da doença no município. Entretanto, as Unidades de Saúde da Família continuam fornecendo a vacina para aqueles que nunca a tomaram. A secretaria de saúde declara que apenas 26% da população guairense ainda não foi imunizada e enfatizou que há doses suficientes para atendê-las.

Diferentes grupos – como gestantes, idosos, pessoas em quimioterapia e em determinados tratamentos de saúde – não devem receber a vacina por causa dos riscos de reações graves. Em determinados pacientes, como aqueles que estão com o sistema imunológico debilitado ou que têm alergias a elementos do ovo, a imunização pode causar problemas sérios.Para esses indivíduos, a orientação é evitar picadas de mosquitos por meio do uso de camisas de mangas longas e calças compridas, mosquiteiros e repelentes – grávidas e mães de recém-nascidos.

Diabéticos com os níveis de glicemia controlados não têm contraindicação para a vacina. No entanto, aqueles com altos níveis de açúcar no sangue precisam se consultar com um médico antes de se vacinar.

Todas as pessoas não pertencentes aos grupos citados acima e que vivem em área de risco para a doença, conforme determinado pela Secretaria de Saúde de seu Estado, devem procurar postos de saúde para tomar a vacina.

Pessoas que viajarão para essas regiões também precisam se imunizar – nesse caso, dose deve ser aplicada no mínimo dez dias antes da chegada.Nos postos, é necessário passar por uma triagem antes da imunização para definir se há ou não contraindicação.

A DOENÇA

A febre amarela causa sintomas como dor de cabeça, febre baixa, fraqueza e vômitos, dores musculares e nas articulações. Em sua fase mais grave, pode causar inflamação no fígado e nos rins, sangramentos na pele e levar à morte. Transmitida pelos mosquitos dos gêneros Haemagogus e Sabethes, a forma silvestre da doença é a variedade que ainda provoca surtos no Brasil. O país não registra casos de febre amarela urbana, transmitida pelo Aedes aegypti, desde 1942.

PERGUNTAS E RESPOSTAS

Como a Febre Amarela Silvestre é transmitida?A febre amarela silvestre é transmitida através da picada de mosquitos Haemagogus e Sabethes, que vivem em matas e vegetações à beira dos rios. Quando o mosquito pica um macaco doente, torna-se capaz de transmitir o vírus a outros macacos e ao homem.

O vírus é transmitido por macacos?Não. O vírus é transmitido pela picada de mosquitos Haemagogus e Sabethes, que vivem em matas e vegetações. O inseto infecta tanto humanos quanto os macacos.

Como se prevenir da Febre Amarela Silvestre? Quem deve se vacinar?A vacinação é a principal medida de prevenção.A vacina é recomendada para moradores ou pessoas que se deslocam para área com circulação do vírus no Brasil e aos viajantes para os países com risco de transmissão de Febre Amarela. No Município de São Paulo é recomendada para pessoas residentes na região norte e em algumas localidades da região sul e oeste.

Quantas doses da vacina de FA é preciso tomar? Qual a diferença da dose total (plena) e fracionada?Na vacina plena (dose total) a dose é única e confere imunidade para toda a vida. Diante do momento epidêmico enfrentado por alguns estados da federação, inclusive o estado de São Paulo, o Ministério da Saúde adotou a dose fracionada da vacina que será aplicada em campanha de forma a proteger um grande número de pessoas. Estudos indicam que a vacina da febre amarela em dose fracionada protege, pelo menos, por 8 anos. No estado de São Paulo a campanha acontece de 3 a 24 de fevereiro e o objetivo é vacinar com a dose fracionada regiões onde não há detecção de circulação do vírus, e vacinar com a dose plena pessoas que moram em regiões onde foi detectada a circulação do vírus, por meio de morte de macacos e/ou casos da doença em humanos.

Onde posso tomar a vacina? Nas UBS de referência, sendo: Jardim Eliza, USF Antônio Manoel da Silva; Jardim Nádia, USF – João Bosco Lélis; João Vacaro, USF – Cabo Agnaldo Barbosa Soares; Vila Aparecida, USF – José Vilella Junqueira; Tonico Garcia, USF – José Adalberto Léllis Garcia; e Vivendas, USF TarcisioBarani.

Quem não pode tomar a vacina e/ou que tem restrições que precisam seravaliadas?Crianças menores de 9 meses, Gestantes, Mulheres amamentando crianças menores de 6 meses, Pessoas com câncer em uso de quimioterapia e/ou radioterapia; Transplantados de órgãos sólidos e/ou medula óssea; Uso de corticóide com dose imunossupressora; HIV e qualquer doença imunossupressora, medicamentos imunossupressores, Miastenia Gravis, Doenças do Timo, Lúpus, Doença de Addison, Artrite reumatoide; Alergia grave ao ovo e derivados da galinha. Mulheres que estão amamentando bebês com até 6 meses de idade e que residem ou circulam em área de recomendação da vacina contra a febre amarela, se houver aindicação da vacinação da mãe, o aleitamento deve ser interrompido por 10 dias. Essasmulheres devem procurar um serviço de saúde para orientação e acompanhamento a fimde manter a produção do leite materno. A mãe pode fazer a ordenha do leite, antes daaplicar a vacina, mantendo congelado por 28 dias em freezer ou congelador.

Posso apresentar reação após a aplicação da vacina? Sim. A reação mais frequente é a dor no local de aplicação, que tem intensidade leve e moderada e pode durar 1 ou 2 dias. Outras manifestações, que são consideradas sem gravidade, são febre com duração de até 7 dias, dor de cabeça e dor no corpo. Essa é uma vacina das mais seguras e eficazes, entretanto, raramente reações graves tem sido notificadas.

Após a infecção pelo vírus, quanto tempo leva para a doença ficar aparente (iniciar os sintomas)?Em média de três a seis dias após a picada do mosquito transmissor infectado, mas pode levar até 15 dias para o surgimento dos primeiros sintomas.

Quais são os sintomas da doença? Febre de início súbito, calafrios, dor de cabeça, dores nas costas, dores no corpo em geral, náuseas, vômitos, fadiga, fraqueza, icterícia (coloração amarelada da pele e do branco dos olhos), sangramentos.

O que devo fazer se apresentar os sintomas? Procurar um médico na unidade de saúde mais próxima e informar sobre qualquer viagem ou deslocamento para área de risco nos 15 dias anteriores ao início dos sintomas.

Como é o tratamento para febre amarela?Paciente deve procurar atendimento médico imediato. O tratamento é sintomático, com repouso e com hidratação. Nas formas graves, o paciente pode necessitar de Unidade de Terapia Intensiva. Salicilatos devem ser evitados (ex. AAS e Aspirina), já que seu uso pode favorecer o aparecimento de hemorragias.

Que época do ano a doença é mais comumente? Estudos têm demonstrado que a doença ocorre com maior frequência nos meses de dezembro a maio. Esta é a estação das chuvas, quando há um aumento das populações de mosquitos, favorecendo a circulação do vírus.

Qualquer pessoa está em risco de contrair febre amarela silvestre?Sim. Qualquer pessoa não vacinada, independentemente da idade ou sexo, que reside ou viaja para áreas de risco.

A febre amarela silvestre é contagiosa?A doença não é contagiosa, ou seja, não há transmissão de pessoa a pessoa e nem entre animais e pessoas. É transmitida somente pela picada de mosquitos infectados com o vírus da febre amarela.

Outros Cuidados: Uso de Repelentes e Mosqueteiros? Para pessoas não vacinadas contra a Febre Amarela ou que se vacinaram há menos de 10 dias, se precisarem visitar e circular nas áreas situadas no entorno (500 metros) dos Parques Anhanguera, Horto Florestal e Cantareira, recomenda-se o uso de repelentes, seguindo as instruções do fabricante, conforme o rótulo do produto. O uso de repelentes também é indicado para os residentes dessas áreas que foram vacinados há menos de 10 dias, pois a vacina confere imunidade após esse período, bem como para pessoas que têm contra-indicação para uso da vacina. No caso de crianças pequenas, cobrir berços e carrinhos com mosqueteiro.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos