Ter - 18/09
27º 18º 11:14
Guaíra - SP

Moradores reivindicam melhorias no acesso ao Bairro Reynaldo Stein

O vereador Jorge Domingos também está buscando respostas com o governo municipal para que seja feita uma rotatória no Acesso II do Trevo das Antas. Munícipes ainda pedem uma segunda opção de entrada ao bairro para os ciclistas

Cidade
Guaíra, 16 de agosto de 2018 - 07h41

Passagem irregular criada para facilitar a entrada ao Bairro Reynaldo Stein

Atalho feito por motoristas para acessar o bairro pela Assis Chateaubriand

Projeto da atual gestão, com criação de ciclovia e rotatória à principal via do bairro

 

 

 

 

 

 

 

Na edição de hoje (16) da série de reportagens “Nosso Bairro”, o Jornal O Guaíra apresenta as reivindicações dos moradores do Reynaldo Stein, que solicitam, há anos, por melhorias no acesso à via principal, na sinalização de trânsito e no escoamento de águas pluviais, dentre outras situações da região.

O problema da entrada do bairro é tão preocupante que o vereador Jorge Domingos está intercedendo na busca por respostas mais ágeis do governo municipal. De acordo com ele, foi feita uma passagem irregular pelo canteiro central da Avenida Vicente Lopes do Nascimento, conhecida também como Acesso II. Além de arrancarem uma árvore, destruíram a grama e criaram “rampas” com areia para facilitar o caminho.

“Estava saindo para Ribeirão Preto com a minha família, na semana passada, e o que me deparo? Com uma perua escolar passando em cima do canteiro central, em frente ao residencial Reynaldo Stein. Eles fizeram um sistema lá ao qual o veículo sobe, jogaram areia na guia da sarjeta e estão fazendo isso. Quem passar lá vai verificar que o canteiro central já queimou a grama e se tornou saída do Bairro. Pessoas utilizam ali para sair e pegar a rodovia, a Assis Chateaubriand. Isso é um alerta, já venho cobrando isso, já devia ter sido feito quando foi feito o residencial”, demonstrou o parlamentar, lembrando que os proprietários dos loteamentos devem entregar os bairros com todas as adequações para evitar problemas futuros.

Segundo os moradores, a “passagem” foi criada para que motos e carros tenham mais facilidade ao entrar no bairro. Porém, sem sinalização adequada, há grandes riscos de acidentes. “Entrar naquele bairro é uma dificuldade, porque não tem uma rotatória de retorno, para fazer, tem que se deslocar até a rotatória do bairro Portal do Lago. Os moradores lá também só têm uma entrada no Reinaldo Stein. Precisa fazer uma rotatória e fazer duas lombadas, uma para quem está saindo da cidade e outra para quem está chegando, isso para se evitar um acidente”, acrescentou Jorge Domingos.

A reivindicação dos redutores de velocidade foi enfatizada pelos guairenses. “Já pedimos ao governo e entregamos até mesmo abaixo-assinado, para que sejam feitas essas lombadas, já que veículos entram e saem de Guaíra em alta velocidade, não respeitando que ali é uma área residencial”, delata um habitante.

Segundo Acesso

Como os moradores do Reynaldo Stein só possuem uma via de entrada ao bairro, com grande movimento por ser saída do município, eles solicitam para que a prefeitura viabilize um outro acesso, principalmente para ciclistas e crianças, que acabam correndo risco ao enfrentarem a Avenida Vicente Lopes do Nascimento.

“Seria muito bom se pudesse colocar uma ‘ponte’ entre o Reynaldo Stein e o Eldorado, ou então uma passarela para ciclistas pedestres e motocicletas, já ajudaria muito. Porque tenho dois filhos pequenos que vão para a escola de bicicleta e passam pela Avenida, o que é muito perigoso”, relata um dos munícipes.

“Todos os dias faço o caminho para levar meus filhos na creche e vou de bicicleta com duas crianças, então é bem perigoso por ter que estar passando na pista. Hoje, vou por dentro do bairro Eldorado e subo na calçada, que seria da pista contrária. Então, se tivesse essa ‘ponte’ seria bem melhor, porque não me sinto segura pela Avenida quando volto, pois é horário de pico”, conta a moradora Larissa Marques Pereira.

Ciclovia

A comunidade da região também pede para que a prefeitura crie uma ciclovia na Avenida Vicente Lopes do Nascimento. A reivindicação é antiga, desde a gestão do ex-prefeito Sérgio de Mello. Entretanto, até o momento somente foram feitas as calçadas, pelo atual governo, uma solicitação dos locais.

“Temos muitas casas onde um dos meios de transporte é a bicicleta. Como só temos a Avenida como acesso ao nosso bairro, é somente por ela que nos locomovemos, o que é muito perigoso, principalmente durante a noite, quando voltamos do serviço”, denuncia um guairense.

Sinalização

Outra reclamação quanto ao trânsito do bairro é a falta de sinalização entre as ruas e avenidas, tanto de placas de direcionamento, quanto sinalização de solo.

Além disso, se falta rotatória na entrada do Reynaldo Stein, sobra dentro do bairro. Segundo os cidadãos, há uma pequena “rotatória” que está sendo um empecilho para os veículos, inclusive causa de queda de um poste de energia elétrica há alguns meses, quando um caminhão perdeu o controle e se chocou contra a coluna de concreto.

“Ainda há dúvidas entre os visitantes sobre as ruas e as preferenciais. Se para nós, moradores, já é confuso, imagine para quem ‘vem de fora’”, descreve outro munícipe.

Agentes de Saúde

Ao conversar com os locais, o Jornal O Guaíra também recebeu a denúncia de que eles não têm recebido a visita dos agentes de saúde. “Aqui no bairro também não recebemos os agentes e isso é muito importante, porque eles trazem os exames para nós e isso nos ajuda, eles ainda avisam sobre a pesagem do bolsa família entre outras coisas”, afirma Larissa.

Escoamento de águas pluviais

Para os habitantes do bairro, os bueiros estão, na maioria do tempo, sempre limpos, porém, muitas vezes são inutilizáveis. “Isso porque, quando o loteador planejou o escoamento, não levou em consideração que a água fosse canalizada ali para os bueiros, então, eles ficam ali um pouco sem utilidade”, atesta o munícipe Flávio Tavares.

Além disso, ele conta que existem alguns pontos na área interna do Reynaldo Stein em que a água escorre no meio da rua, causando uma “infiltração no solo” e contribuindo para o aparecimento de buracos pelas ruas. “O pessoal faz lavação das casas e a água não escoa pela sarjeta, fica sempre no meio da rua, isso em vários pontos do bairro e vai se formando buracos, verdadeiras crateras”, diz.

A moradora Larissa também reclama da água parada. “Moro na penúltima casa antes da esquina da 016, então, a sujeira de lá de cima vem toda para a porta da minha casa. Tento levar e faço ‘montinhos’ com a terra também. Se a água descesse pela sarjeta ficaria mais fácil, outras vezes levo até do outro lado e jogo a terra na parte da mata”, expõe.

Solução do governo

Ao questionar o governo, a atual gestão declarou que possui planejamento para solucionar o problema da entrada do Reynaldo Stein. “Conforme questionamento acerca da construção de uma rotatória de acesso ao bairro Reynaldo Stein, o Secretário Municipal de Planejamento e Gestão da Administração Geral Infraestrutura Engenharia e Obras, José Carlos Augusto, informou que a pasta já tem anteprojeto (conforme imagem) e estão sendo feitos levantamentos de viabilidade estrutural e custo. Findada sondagem e cotação, com projeto pronto, a Secretaria de Obras fará dotação financeira e, em havendo recursos, a licitação da obra.”

Entretanto, não foi apresentada data para a realização do projeto. “Não há como prever prazo para a execução, contudo, esta é uma das obras elencadas no cronograma do prefeito José Eduardo Coscrato Lelis.”


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos