Ter - 21/08
31º 18º 20:46
Guaíra - SP

Município inicia vacinação contra a gripe nesta segunda-feira

Campanha ocorrerá em etapas: a partir de amanhã (23) recebem a dose os trabalhadores de saúde e idosos; após dia 02 de maio, crianças entre seis meses e cinco anos, gestantes e puérperas; e, dia 09, comorbidades, professores e presos

Cidade
Guaíra, 22 de Abril de 2018 - 10h39

 

 

 

 

 

Tem início nesta segunda-feira (23) o período de vacinação contra o vírus Influenza – causador da gripe – para idosos a partir dos 60 anos e trabalhadores dos serviços públicos e privados de saúde do município.

Conforme diretriz do Ministério da Saúde, responsável por encaminhar as vacinas para a cidade, a campanha ocorrerá por etapas para o público-alvo, já que as doses estão sendo entregues gradativamente; neste primeiro momento, Guaíra recebeu 1.400 ampolas.

A partir do dia 02 de maio entram na lista: crianças, de seis meses a quatro anos e 29 dias, gestantes e puérperas (mulheres que deram à luz a 45 dias ou menos); e, no dia 09 de maio, começam as doses para comorbidades (doenças crônicas), professores e pessoas privadas de liberdade.

Conforme adiantou a enfermeira da Vigilância Epidemiológica, Ana Carolina Minoda, as pessoas contempladas deverão procurar a Unidade de Saúde mais próxima de sua residência munidas com a Carteira de vacinação, respeitando as datas para cada grupo. Exclusivamente durante a campanha, as salas de vacina funcionarão das 07h15 às 16h, nas unidades: USF José Adalberto Lelis Garcia, Bairro Tonico Garcia; USF Cabo Agnaldo Soares Barbosa, Bairro João Vaccaro; USF Antônio Manoel da Silva, Bairro Jardim Eliza; USF João Bosco Lelis, Bairro Nádia; USF Tarcísio Barini, Bairro Vivendas; USF Dr. José Vilela Junqueira, Vila Aparecida.

“A vacinação contra o Influenza é fundamental para evitar complicações decorrentes da gripe e doenças graves, como pneumonia”, afirma Ana Carolina. “A vacina não tem capacidade alguma de provocar gripe em quem tomar a dose, já que é composta apenas de partículas do vírus que são incapazes de causar qualquer infecção”, destaca.

A Secretaria Municipal de Saúde ressalta a necessidade de todos os grupos tomarem as doses anualmente, uma vez que o vírus sofre mutações e as vacinas da rede pública são trivalentes, protegendo contra o H1N1, H3N2 e Influenza B. A substância imunizante é formulada a partir das cepas de maior prevalência no ano anterior.

“Além de imunizar a população contra a gripe A H1N1, tipo que se disseminou pelo mundo na pandemia de 2009, as doses irão proteger a população contra os vírus do inverno H3N2, que tem preocupado os cidadãos neste ano. A vacina foi produzida pelo Instituto Butantan, através de um processo de transferência de tecnologia”, informa a profissional.

 

DIA D

A grande mobilização da campanha ocorre no dia 12 de maio (sábado), em todos as USF’s – Unidades de Saúde da Família – das 8h às 17h. A meta é atingir 90% de todos os grupos contemplados com as doses.

“Importante lembrar que na rede pública as doses são liberadas em lotes, então cada segmento deve procurar os postos na data determinada. As contraindicações são mínimas. Só não podem tomar quem está com febre ou acometido por doença aguda. Para os doadores de sangue é recomendado esperar um prazo mínimo de 48 horas depois da doação antes de se imunizar”, finaliza a enfermeira.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos