Warning: file_get_contents(http://bebopcomunicacao.com.br/clima/clima.php): failed to open stream: HTTP request failed! in /var/www/html/oguaira.com.br/web/wp-content/themes/oguaira2.0/header.php on line 80

Plantão Policial

Policial
Guaíra, 28 de Maio de 2016 - 08h16

Comerciante é preso por descumprir ordem judicial de medida protetiva

Na manhã da última terça-feira (24), um homem, que estava com um mandado de prisão expedido contra ele por ter descumprido uma medida protetiva em favor da vítima C.C.D.S, foi preso pela Polícia Militar, que o encontrou em frente a um hotel, localizado em frente ao Parque Maracá.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, o comerciante E.M.B, 41 anos, deveria manter distância da vítima e estava proibido de se aproximar dela ou manter qualquer tipo de contato. O documento ainda revela que a moça estava sofrendo perseguição por parte do autuado e que em novembro do ano passado a justiça determinou que ele deveria ficar longe dela.

Segundo a vítima, ele não estava cumprindo com a medida protetiva, pois estava indo em seu local de trabalho, passando em frente aos lugares em que ela se encontrava e continuava a lhe mandar mensagens e telefonar insistentemente.

Por tal comportamento, E.M.B foi denunciado pelo Ministério Público e foi formalmente acusado pela contravenção penal do artigo 65, sem que haja ameaças diretas à vítima.

O mandado de prisão, expedido pela juíza Dra. Renata Carolina Nicodemos Andrade, declarou que: “De modo que o comportamento do acusado, em insistir nessa perseguição amorosa, descumprindo ordem judicial concessiva de medidas protetivas, indica desequilíbrio emocional por parte do acusado, cabendo a intervenção do Estado para salvaguarda da vítima”.

O comerciante foi preso pela PM e levado para delegacia para a elaboração do B.O. Em seguida foi encaminhado para a cadeia pública de Severínia.

Porte de entorpecente dentro da escola Enoch

A PM foi solicitada pela diretoria da escola Enoch Garcia Leal, no último dia 23, pois a diretora havia flagrado dois adolescentes portando drogas.

De acordo com a testemunha, um garoto menor de idade estava dentro da escola e portava uma porção de maconha e o outro rapaz estava com 11 cigarros tipo palha.

Um dos garotos alegou que a droga pertencia ao outro, que seria usuário. Já o outro jovem disse que usa drogas, mas que não havia usado no dia e que as 10 gramas de maconha encontrada não eram de sua propriedade.

Os estudantes foram apresentados na delegacia para as devidas providências e posteriormente liberados para seus responsáveis.

Jovem é assaltado por quatro garotos no Bairro Palmares

Na tarde desta segunda-feira (23), um jovem caminhava pela Avenida Gabriel Garcia Leal, com a Rua 22 do Palmares, quando foi surpreendido por quatro indivíduos que o imobilizaram e roubaram seus pertences.

Segundo a vítima, M.M.S, 21 anos, os jovens o abordaram, o dominaram com uma “gravata”, derrubaram-no e subtraíram suas vestes; uma carteira de couro com seus documentos pessoais e R$ 70 em dinheiro e um celular.

Neste momento, um policial, que passava pelo local com seu veículo, parou o carro e desceu com a arma na mão, mas os garotos fugiram. O PM colocou a vítima dentro de seu carro, solicitou apoio da polícia e perseguiu os indivíduos.

No Parque Maracá, o policial conseguiu deter dois jovens, recuperando o celular da vítima. Com as características passadas à PM, outro suspeito foi detido com a carteira, os documentos pessoais, o dinheiro e os cartões de M.M.S. Eles foram levados para a delegacia.

Um dos rapazes que participou do roubo conseguiu fugir, mas foi identificado pelo policial por já ser conhecido por práticas delituosas.

Vítima encontra sua bicicleta no quintal de residência da Vila Aparecida

No último dia 23 de maio, a vítima E.C.O.M, de 22 anos, procurou a polícia para informar que sabia que sua bicicleta, que havia sido furtada há um mês, estava em uma residência da Avenida 31 do bairro Nossa Senhora Aparecida.

A PM se deslocou até a casa e constatou a denúncia da jovem, já que o veículo estava no quintal, mas com diversas peças trocadas.

Os policiais conduziram D.M.T.S, de 49 anos, para a delegacia juntamente com a bicicleta para a elaboração do B.O por receptação. O suspeito alegou que havia comprado o veículo e que o deixou na casa da sua irmã.

A polícia liberou a bicicleta para E.C.O.M como fiel depositária até a decisão judicial tomar as devidas providências.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Policial
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos