Ter - 16/10
33º 21º 06:59
Guaíra - SP

Por Segurança Pública, Zé Carlos Soares visita a Guarda Municipal de Paulínia

Geral
Guaíra, 2 de Março de 2016 - 10h08

Visita é parte do empenho de Soares em busca de soluções viáveis para implementação no plano de governo

Agência dos Correios, agências bancárias, postos de gasolina, vários estabelecimentos comerciais, diversas casas, pessoas nas ruas, entre outros; todos vítimas de furtos ou roubos. A população de Guaíra vive uma sensação de insegurança que nunca antes haviam sentido.

Tendo em vista este infeliz cenário na cidade, Zé Carlos Soares, pré-candidato à prefeitura do município, tem se empenhado em buscar soluções viáveis para a cidade. Na última quinta-feira, 25, Soares visitou a Guarda Municipal de Paulínia, que é referência entre a instituição em todo o país.

Na ocasião, Zé Carlos foi recepcionado por Jorcelandio de Sá Pedrosa, diretor da Guarda Municipal e Fábio Feldman, Secretário de Segurança Pública, e pôde ver de perto como funciona a guarda em uma cidade que tem sucesso na segurança pública através de ações integradas entre a GCM e as polícias Militar e Civil. “Além de criar novas ideias, estou empenhado em buscar soluções viáveis e que já deram certo em outras cidades para compor as propostas de governo que apresentaremos para a população guairense durante a campanha. Tenho certeza que este modelo que venho defendendo há bastante tempo para a segurança pública de nossa cidade surtirá grandes resultados, assim como vem se revelando uma estratégia de sucesso no município de Paulínia”, salientou Zé Carlos Soares.

Para Soares, o primeiro grande passo para que a Segurança Pública possa ter êxito na cidade, é Guaíra ter uma secretaria ou coordenadoria de segurança pública. “Nossa cidade sofre há muito tempo com a falta de segurança, portanto, nada mais justo que um departamento exclusivo com profissionais qualificados para avaliar estrategicamente os problemas nessa área e buscar soluções em curto e médio prazo. Não será possível resolver ou pelo menos amenizar o problema da segurança pública em nossa cidade se não trazermos a responsabilidade para o município. Ao invés de ficar jogando a culpa para os governos Federal e Estadual, é preciso resolver os problemas de casa aqui mesmo, e isso demanda capital humano, financeiro e tempo”. Ainda segundo ele, a criação da coordenadoria de segurança é apenas o primeiro passo de uma longa caminhada.

Um dos principais motivos para o sucesso das ações em Paulínia é o fato de a Guarda Municipal ser armada. “Uma Guarda Municipal desarmada acaba não tendo condições de combater o crime, pois em situações em que seria necessário o confronto com um criminoso armado por exemplo, o profissional fica sem condições de realizar tal abordagem. Armar uma Guarda Municipal é um processo burocrático e possível em cidades com mais de 50.000 habitantes, mas o Fábio (Feldman, Secretário de Segurança Pública de Paulínia) disse que há boas chances de Guaíra conseguir este feito, que sem dúvidas seria um grande avanço para o setor”, completou Soares.

Para que a Guarda Municipal de uma cidade se torne armada, um grande planejamento e controle deve ser realizado através de uma secretaria de segurança pública, além de ser obrigatória a criação de uma corregedoria e de uma ouvidoria, garantindo que as ações dos profissionais sejam realizadas visando única e exclusivamente a defesa dos direitos dos cidadãos, sem oferecer riscos aos mesmos. “Para se ter noção, cada bala cedida aos profissionais da guarda possui um registro junto ao Exército Brasileiro, logo, cada disparo ou mesmo caso um guarda perca uma bala, deve ser comunicado, evitando a possibilidade de acontecer disparos ou mesmo incidentes não comunicados aos órgãos superiores”, salientou.

Outro passo importante é a realização de concurso público para a contratação de mais profissionais para a área. “Vários Guardas Municipais estão para se aposentar em nossa cidade, o que diminuirá o efetivo. Um concurso será necessário para que, além de repor as vagas ocupadas por esses profissionais que já cumpriram com êxito o seu tempo de serviço, possamos aumentar o efetivo, dando condições de a instituição poder realizar o serviço de maneira mais eficiente e planejada.

A Central de Monitoramento, que deverá ser integrada à Guarda Municipal, também com a captação de imagens em tempo real através de câmeras instaladas em pontos estratégicos da cidade, dando condições de comunicação rápida sobre atitudes suspeitas em vários pontos da cidade, permitindo a autuação de maneira mais efetiva em eventuais ocorrências e cedendo imagens para auxiliar em investigações futuras.

“Há muitos anos o dinheiro de Guaíra vem sendo usado de maneira que impossibilita ao município fazer qualquer tipo de investimento, por menor que seja, pois a falta de gestão faz com que a arrecadação do município seja gasta apenas com o custeio. Com esse jeito de gastar o dinheiro que Guaíra vem vivenciando nos últimos anos não será possível realizar nada sem o auxílio dos governos Estadual e Federal. Acredito que Guaíra precisa acordar para a realidade de que é necessário um bom planejamento para a administração dos recursos para permitir investimentos na cidade. Essas são medidas com alto custo, mas este seria o primeiro grande passo para que o município consiga arcar pelo menos com parte deste investimento, principalmente com a Guarda Municipal, que é de inteira responsabilidade da prefeitura, além de buscar o auxílio junto às esferas superiores de governo e da iniciativa privada para a concretização desses projetos. Só assim conseguiremos realizar essas melhorias e muitas outras que nossa cidade precisa”, concluiu Zé Carlos Soares.


TAGS:

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos