Dom - 22/04
28º 15º 03:35
Guaíra - SP

Prazo para regularização do título eleitoral termina hoje

Geral
Guaíra, 2 de Maio de 2017 - 10h14

Caso o documento seja cancelado, o eleitor não pode obter passaporte, inscrever-se em concurso público, assumir cargo ou função pública, entre outros impedimentos

Ainda há eleitores guairenses que não regularizaram sua situação com a Justiça Eleitoral e poderão ter o título cancelado. Termina hoje, dia 02, o prazo final para o eleitor que não votou nem justificou nas três últimas eleições quitar suas pendências no Cartório Eleitoral de Guaíra.

Interessados devem comparecer na sede da instituição, localizada na Avenida 11, nº 885-B, entre ruas 18 e 20, no horário entre 12h e 18h.

Só estão sujeitos ao cancelamento os eleitores que deixaram de votar ou justificar a ausência em três eleições consecutivas, sendo que cada turno é considerado uma eleição. Para os demais casos, como, por exemplo, quem não votou em um ou dois turnos, ou mesmo três turnos intercalados, não há limite de prazo para a regularização.

O procedimento é rápido e o cidadão pode retirar a guia de multa no cartório, mediante apresentação de documento de identificação oficial. Desta forma, deverão comparecer munidos de seus documentos pessoais (documento oficial com foto que comprove sua identidade e comprovante de residência) obrigatórios e, se houver: título eleitoral, comprovante de votação, comprovante de justificativa eleitoral ou comprovante de recolhimento de multa ou de dispensa de recolhimento.

É possível, ainda, atualizar o cadastro com a biometria. Para isso, é necessário apresentar documento oficial, comprovante de residência e título.

Há vários casos específicos de eleitores cujas dúvidas deverão ser sanadas no próprio Cartório Eleitoral, pois cada um possui uma situação perante à Justiça Eleitoral, tais como os analfabetos; os naturalizados; os homens com idade entre 18 e 45 anos; inclusive os eleitores que se encontravam no exterior, etc.

Impedimentos

Com o título eleitoral cancelado, o eleitor fica impedido de obter passaporte, inscrever-se em concurso público, assumir cargo ou função pública, renovar matrícula em estabelecimentos oficiais de ensino, obter empréstimos em caixas econômicas federais e estaduais e até mesmo receber salário (em caso de servidor público), entre outros impedimentos.

 



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos