Seg - 22/10
30º 19º 23:33
Guaíra - SP

Revitalização da Mata do Thais é o maior investimento do Governo na região Oeste

Obra que conta com recursos do Governo Estadual e Municipal está em fase de conclusão.  Reserva que se tornará referência de lazer para moradores, homenageará uma das primeiras moradoras do bairro, Euripa Rodrigues da Silva Geloni

Agora
Guaíra, 27 de setembro de 2018 - 10h52

As obras de infraestrutura e urbanização da Mata Thaís estão quase prontas e deverão ser o maior investimento do poder público na região Oeste da cidade nos últimos anos, onde se concentra a maior quantidade de bairros do município.

A obra conta com a pavimentação de passeio público, implantação de academias ao ar livre, paisagismo, alambrados cercando o parque público e concepção de trilhas para caminhada no interior da mata. O local deverá se tornar uma referência de lazer para os moradores.

Outros equipamentos públicos que visam a preservação e uso sustentável do horto estão sendo implantados no local, que passará a chamar Reserva Ecológica Euripa Rodrigues da Silva Geloni, uma das primeiras moradoras do bairro Residencial Taís, que era conhecida como Dona Rosa.

O prefeito José Eduardo Coscrato Lelis já se reuniu com a família de Dona Rosa que, satisfeita, aceitou a homenagem.

Nascida, em Restinga, dona Rosa em 23 de abril de 1950 começou a residir em fazendas da região na década de 1980, vindo a se mudar para o bairro Residencial Thaís em 2002, quando o empreendimento começou a ser povoado.  Até conquistar a casa própria, Dona Rosa, uma pessoa de fé inamável , e seu esposo Geraldo Geloni trilharam uma jornada de muito trabalho e dedicação à família.

Mãe de quatro filhos: Florinaldo, Ednalva, Rosinalva e Eliana. Sempre zelosa com a família cuidou do esposo que sofreu três infartos, lutando e conseguindo a aposentadoria de ambos. A casa era aconchego para filhos, netos e genros. Um ponto de encontro familiar. Dona Rosa ainda fazia delícias caseiras e mesmo com a vida estável depois de muito lutar, vendia cachorro quente na esquina de casa. Uma época lembrada com carinho pelos familiares.

Em 15 de maio de 2016, dona Rosa faleceu, deixando para família muitas saudades. Ela era uma pessoa de caráter, batalhadora e não reclamava da vida, por isso a sua história foi reconhecida e levará seu nome à reserva ecológica no bairro onde conseguiu conquistar sua almejada casa própria.  A data da inauguração ainda não foi informada pela prefeitura.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Agora
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos