Qua - 18/07
28º 16º 09:53
Guaíra - SP

Servidor cobra melhorias ao setor de saúde pública do município

Geral
Guaíra, 2 de Março de 2016 - 10h24

Renan Lelis Lopes solicitou equipamentos que faltam nas Unidades Básicas de Saúde, assim como medicamentos e até mesmo profissionais farmacêuticos, para contribuir com a melhoria do atendimento à população guairense

 

Durante a Audiência Pública da Saúde, realizada na última sexta-feira, 26 de fevereiro,na Câmara Municipal, o servidor público e cirurgião dentista, Renan Lelis Lopes, representando os profissionais do setor, fez algumas solicitações à secretaria de saúde para que o atendimento aos munícipes melhore, assim como o ambiente de trabalho dos funcionários.

Durante a apresentação da prestação de contas da saúde do3ª Quadrimestre do ano de 2015, o profissionalagradeceu a oportunidade de poder fazer as reinvindicações. “Acredito que a secretaria nos proporcionou, nesta audiência, um diálogo aberto para que possamos reivindicar algumas necessidades. A secretária Jussara nos escutou e declarou que irá realizar as melhorias”, destaca Renan.

Lopes sugeriu que o setor dê mais atenção às UBS’s (Unidades Básicas de Saúde), que no momento enfrentam escassez de materiais fundamentais, como computadores, impressoras e até mesmo autoclave. “Precisamos de melhores computadores para alimentarmos diariamente o sistema E-SUS, já que, se não conseguirmos fazer os procedimentos exatos, o governo não envia verba para a saúde de Guaíra”, ressalta o cirurgião dentista, especializado em ortodontia. “Assim como o autoclave, que a unidade do João Vacaro possui só um aparelho, o que não pode, pois todos utilizam o mesmo equipamento para fazer a esterilização, ehá riscos de ocorrer contaminação na sala”, completa.

Segundo o servidor público, há carência de farmacêuticos na saúde pública de Guaíra. “Como não há muito profissionais, eles acabam se sobrecarregando, o que prejudica o atendimento, pois as farmácias das UBSs ficam abertas apenas meio período”, conta Renan. O cirurgião explica que, muitas vezes, ele faz o atendimento na parte da manhã e o paciente precisa retornar à tarde para conseguir o medicamento, ou então se deslocar até outra unidade onde há farmacêuticos, que se disponibilizam prontamente a atendê-lo.

À respeito dos remédios, Lopes também pediu para que a secretaria resolva o problema da falta dos mesmos. “Sugeri que a secretária utilize a verba do PMAQ [Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica]para suprir essas necessidades, como medicamentos, copos descartáveis nas UBS’s, materiais de escritório, entre outros”, esclarece.

Jussara Soler chegou a questionar Renan se o profissional profere palestras pela cidade. O servidor esclarece que não faz, pois essa atribuição ficou sob responsabilidade de outra cirurgiã. “Nós, cirurgiões dentistas, trabalhamos 4h por dia e priorizo essas horas trabalhadas no atendimento ao público, na UBS do João Vacaro. Entre os profissionais, combinamos que a Dra. Karina faria essa parte de prevenção e palestras, além das consultas”, expõe.

Lopes finalizou seu depoimento comentando sobre a atual situação da saúde pública de Guaíra. “Acredito que temos um bom atendimento em Guaíra, mas precisamos melhorá-lo. Há uma grande necessidade de equipamentos e materiais nas Unidades Básicas de Saúde, que são essenciais para atender o povo guairense. No momento o melhor não é criar mais Unidades, mas sim equipá-las com o essencial, para que os profissionais possam realizar o trabalho da melhor maneira possível”, conclui.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos