Seg - 16/07
29º 17º 13:47
Guaíra - SP

Sindicato Rural apresenta resultados do 8º Encontro Técnico de Soja

O evento contou com o apoio de várias empresas e também do Sistema FAESP/SENAR, prefeitura e CATI

Agro
Guaíra, 14 de Abril de 2018 - 08h15

O Sindicato Rural de Guaíra divulgou o resultado do desempenho agronômico de diversas cultivares apresentadas no 8º Encontro Técnico de Soja, na Fazenda Matinha, de propriedade de Francisco M. Muraishi, realizado no dia 07 de fevereiro deste ano.

O evento, que ocorreu com o apoio de várias empresas e também do Sistema FAESP/SENAR, prefeitura e CATI, contou com a presença de centenas de participantes e teve o objetivo de expor novas cultivares adaptadas para a região, com alta capacidade produtiva, além de oferecer a troca de informações entre os presentes.

“Contamos com a colaboração da empresas Dupont Pioneer, Advanta Sementes, Bayer CropScience, Agrichem, Brejeiro, Mauá Sementes, Coodetec, UPL, Agroeste, KWS, Verdeagro, Syngenta, Coopadap, Yara, Sementes Cerrado de Cima, Satis e Coopercitrus”, anuncia o engenheiro agrônomo do sindicato, Renato Massaro Sobrinho.

“Objetivou-se estudar o desempenho agronômico de cultivares de soja na região de Guaíra-SP na safra 2017/18 em resposta a prática da co-inoculação no sulco de semeadura. O experimento foi instalado no dia 08/11/2017 sob manejo de sequeiro. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados, com três repetições constituindo os tratamentos 24 cultivares comerciais. As parcelas úteis foram de 3 linhas de cinco metros de comprimento, com espaçamento entrelinhas de 0,5 m”, explica Paloma Helena Libório, mestranda em Genética e Melhoramento de Plantas da UNESP/FCAV, Jaboticabal (SP).

Foram avaliadas 24 cultivares conduzidas em área de sequeiro (Confira Tabela), sendo estas portadoras das tecnologias RR e IPRO oriundas de diferentes obtentores de sementes em área com as seguintes coordenadas: 20°43′ de latitude sul, 48° 34′ de longitude oeste e altitude de 568 m. “A parcela útil correspondeu a 7,5 m² de área, representada pelas 3 linhas centrais. Todas as técnicas de cultivo da soja, como época de semeadura, adubação, população de plantas, controle de plantas daninhas, insetos e doenças seguiram as recomendações técnicas para a cultura da soja da Embrapa (2014)”, acrescenta Renato.

A semeadura foi realizada sob palhada de milho e a adubação feita em 330 kg ha-1 de Yara Mila® 04 – 28 -28 + micro no sulco de semeadura e 135 Kg/ha de Cloreto de Potássio em cobertura. As sementes receberam tratamento prévio com inseticida + fungicida (Crop Star® + Protreat®).

“A colheita manual das cultivares CD 2591 IPRO e PRECOZ IPRO foi realizada com antecedência, no dia 21/02/18, pois já se encontravam em ponto de colheita. Desta forma, esses materiais não constam na lista para estande final, acamamento e valor agronômico, uma vez que essas características foram avaliadas posteriormente. A colheita manual das demais cultivares foi realizada no dia 03/03/2018”, afirma Paloma.

O estande final médio deste ensaio foi de 13,23 plantas/metro linear. A maior densidade de estande final (17,20 plantas/metro) foi verificada na cv HO PIRAPÓ IPRO e a menor para a ADV 4672 IPRO com 10,37 plantas/metro. Para o acamamento a maioria das cultivares foram resistentes, com exceção das cultivares ADV 4672 IPRO e INT 6300 RR. Em relação ao valor agronômico destacaram-se com maiores notas as cultivares AS 3590 IPRO e 96 Y 90 RR e com menores notas: HO PIRAPÓ IPRO e INT 6300 RR.

“Apesar do atraso na semeadura por conta da estiagem, as cultivares exibiram excelentes produtividades em manejo de sequeiro, com média geral de 3.294,58 kg ha-1, o que representou um aumento de 224,6 kg ha-1 em relação à safra 2016/17, que foi de 3.069,98 kg ha-1. O posicionamento das cultivares quanto a performance produtiva com as maiores médias foram: GDM 16 I 024 IPRO, BRS 7380 RR, CZ 36 B 31 IPRO e ICONE IPRO”, completa.

 

Média Geral da produtividade de 24 cultivares de soja em

área de Sequeiro Fazenda Matinha  Safra 2017/2018

EMPRESA CULTIVARES Média Geral Kg / H a Estande Acama/o V.Agron
Advanta Seeds 1 – GDM 16 I 024 IPRO 3.882,89 a       16,00           2,00        3,00
Embrapa 2 – BRS 7380 RR 3.875,68 a       10,43           3,50        3,00
Sementes Mauá 3 –  ICONE  IPRO 3.691,15 a       12,03           2,50        2,50
Bayer 4 – CZ 36 B 31 IPRO 3.631,50 a       11,83           1,00        2,50
Syngenta 5 – SYN 15640 IPRO 3.533,48 b       11,13           2,00        2,67
Sementes Mauá 6 – TMG 7067 IPRO 3.489,79 b       11,43           1,00        3,00
Coopercitrus 7 – NS 7007 IPRO 3,427, 92 b       16,40           1,00        3,25
Coodetec 8 – CD 14 BRR 716418 IPRO 3.425,53 b       10,57           2,00        3,00
Agroeste 9- AS 3680 IPRO 3.393,42 b       11,80           1,00        4,00
Pioneer 10- 96 Y 90 RR 3.379,23 b       14,27           1,00        4,50
Syngenta 11- SYN 13610 IPRO 3.368,58 b       11,50           1,50        2,50
Coodetec 12 – CD 2728 IPRO 3.359,39 b       15,30           1,25        4,00
Cerrado de Cima 13- HO IVAÍ  IPRO 3.555,44 b       15,70           1,50        4,00
Brejeiro 14- CD 2591 IPRO 3.336,81 b  ***  ***  ***
Verde Agro 15 – INT 7100  IPRO 3.321,57 b       14,33           1,00        3,00
Cerrado de Cima 16 – HO PIRAPÓ  IPRO 3.252,42 b       17,20           3,00        2,00
Verde Agro 17 – INT 6300  RR 3.124,37 c       12,70           4,00        2,00
Pioneer 18 – 95 R 95 IPRO 3,058,66 c       14,00           1,50        4,00
Brejeiro 19 – M 7198 IPRO 3.004,81 c       14,17           1,00        4,00
Advanta Seeds 20 – ADV 4672 IPRO 2.918,37 c       10,37           4,00        2,67
Coopadap 21 – PRECOZ IPRO 2.819,28 c  ***  ***  ***
Coopadap 22 – TMG 1264 RR 2.785, 75 c       12,13           2,00        2,50
Verde Agro 23 – INT 7100 IPRO 2.777,25 c       14,33           1,00        3,00
Coopercitrus 24 – M 6210 IPRO 2.656,63 c       15,40           1,75        3,00
Média Geral 3.294,58    13,23       1,84     3,18
CV % 9,17    13,39       4,09        3,09
F 7,58         8,53   1.021,71   354,74

*** As cultivares CD 2591 IPRO e PRECOZ não constam na lista para estande final e acamamento pois já se encontravam no ponto de colheita(21/02/2018) que ocorreu antes dessas avaliações. Médias seguidas da mesma letra, na coluna, não diferem significativamente entre si, pelo teste de Scott-Knott a 5% de probabilidade. Estande= plantas/ml, Acamamento=nota 1 a 5 e Valor agronômico= notas 1 a 5


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Agro
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos