Sex - 21/09
30º 18º 14:53
Guaíra - SP

Vereador denuncia falta de medicamentos básicos na Farmácia Municipal

Geral
Guaíra, 1 de outubro de 2017 - 10h05

Caio confirmou que não há Omeprazol, Dipirona, Diazepan e Nimesulida na rede pública. De acordo com o governo, os remédios em falta podem ser substituídos por similares

As reclamações sobre a falta de medicamentos da rede pública de saúde continuam intensas e chegando aos vereadores do Legislativo municipal, que estão cobrando o governo através de indicações, requerimentos e também suas declarações em sessões ordinárias.

O parlamentar Caio Cesar Augusto é um deles, que recebeu questionamentos por parte da comunidade e resolveu checar a denúncia na Farmácia Municipal. “O pessoal quer explicação. Quando ganhei como vereador disse que iria trabalhar pela cidade é isso que estou fazendo. Está faltando muito medicamento, a população tem me cobrado. Fiz visita à farmácia municipal e constatei que não tinha Omeprazol, Nimesulida, Diazepan, Dipirona, entre outros e são remédios que são baratos e a população precisa de resposta, paga imposto e precisa disso”, declarou o edil durante a última reunião na Câmara Municipal.

Para ele, houve benefícios na centralização das farmacinhas, mas a prefeitura não deve deixar de fornecer o essencial para os munícipes. “Acho que a população precisa de resposta sobre essa falta de remédios, porque realmente isso não pode acontecer. A gente tem sido cobrado e espero uma resposta”, afirmou. “E acho que o prefeito nem está sabendo de tudo isso”, completou.

Caio ainda apresentou indicação para melhorar o atendimento ao cidadão guairense. “Nós sabemos que, a partir do momento que o prefeito disse que centralizaria as farmácias, tiveram alguns pontos positivos e alguns negativos. Os positivos era de que a farmácia funcionaria até às 18h, pois quando era descentralizada o pessoal só podia pegar na parte da manhã. Então foi benefício. Mas, aproveitei e fiz indicação para estender esse horário para às 19h. tenho certeza absoluta que ele vai acatar”, confirmou.

Resposta

Em contato com a prefeitura na tarde desta sexta-feira (29), o Executivo confirmou que não há alguns remédios, mas que está buscando respostas junto aos fornecedores. “A Secretaria da Saúde, por meio da Farmácia Municipal, enviou à empresa ganhadora da licitação do medicamento Omeprazol um ofício cobrando a entrega da medicação sob pena de rescisão de contrato e aplicação das penalidades constante no contrato”, comunicou a atual gestão.

Porém, a administração alegou que os mesmos podem ser substituídos por similares. “O departamento informa que, apesar da falta do Omeprazol, existem outras alternativas como os medicamentos Ranitidina e Cimetidina, que podem ser usados como substituição do e que estão disponíveis à população.”

Já para os outros faltantes, como Diazepan, a prefeitura afirmou que novas caixas chegaram ainda nesta sexta (29). “No caso do Nimesulida houve um atraso por parte da transportadora, e deverá ser entregue na próxima semana, mas que pode ser substituído pelo Diclofenaco, que está disponível aos guairenses”, acrescentou.

“Em relação ao Dipirona, ele é distribuído pelo programa Dose Certo do Estado de São Paulo, que não foi enviado. O município já realizou a compra do mesmo em comprimidos, já que o medicamento em gotas está à disposição e que também pode ser substituído pelo Paracetamol e Ibuprofeno, que constam na Farmácia Municipal”, concluiu o Executivo.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos