Seg - 22/10
30º 19º 07:49
Guaíra - SP

Vereadora pede consenso para data de pagamento do transporte universitário

A Dra. Bia Junqueira solicitou à AEG que ofereça uma flexibilidade ao aluno para pagar o valor do ônibus ao final do mês; ela ainda destacou que a multa que a Associação estipulou por atraso é “ilegal”

Cidade
Guaíra, 22 de Março de 2018 - 12h43

Durante a última sessão ordinária da Câmara Municipal de Guaíra, realizada na noite desta terça-feira (20), a vereadora Ana Beatriz Coscrato Junqueira apontou algumas situações que os universitários de Guaíra estão passando com o transporte que os leva até as instituições de ensino dos municípios vizinhos.

De acordo com a parlamentar, a Associação dos Estudantes de Guaíra (AEG) alterou a data de pagamento para os estudantes, já que houve mudanças nas regras de repasse do auxílio-universitário da prefeitura, que agora deverá depositar o benefício nas contas dos jovens e não mais para a empresa de ônibus.

“Eu tive uma série de reclamações nessa semana, e tenho certeza que os outros vereadores também, sobre a fixação de data para pagamento do transporte”, iniciou em seu pronunciamento.

“Como será em conta do aluno daqui pra frente, o que já era pra ter sido feito desde o início da administração, então foi fixada uma data só para pagamento integral, porque antes caía a parte da prefeitura (metade) na conta da empresa e a outra parte pagava-se na AEG em datas diferentes devido à flexibilidade para o aluno, ou pais, que recebiam no final do mês”, explicou como era anteriormente.

“Agora, fixaram uma data só, até pode ser, mas acho que tinha que ter consenso justamente por isso, porque tem pais e alunos que trabalham e que não recebem no meio do mês”, completou.

Para a vereadora, a Associação precisa manter contato com as empresas de transporte e intervir pelo benefício de seus associados. “A AEG teria que conversar com a empresa, que esse dinheiro logicamente vai para empresa de transporte, teria que cobrar dela uma flexibilidade para o aluno poder pagar mais para o final do mês, acho que esse é o papel da AEG”, expôs.

MULTA

A Dra. Bia Junqueira se mostrou insatisfeita com a decisão da Associação dos Estudantes de estipular uma alta multa para os universitários que atrasarem os pagamentos das mensalidades. “E o pior é a multa que eles estão estipulando para o aluno em caso de atraso de pagamento: 10% mais juros. Eu não posso nem acreditar que isso esteja acontecendo, porque eu pedi pra eles pegarem uma cópia do contrato com a empresa e AEG e ver se tem previsão contratual pra isso, porque 10% de multa é, no mínimo, ilegal, fere qualquer direito do consumidor”, finalizou em suas declarações.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos